Muda de ipê amarelo foi plantada no jardim da unidade de saúde como forma de eternizar o colaborador

Desde que a pandemia do novo Coronavírus chegou ao Brasil, profissionais que atuam na área da saúde não mediram esforços na batalha contra o vírus. Dados recentes do Ministério da Saúde apresenta balanço de infecções por Coronavírus em profissionais de saúde que estão atuando, desde o início da pandemia, na assistência às pessoas com COVID-19. Até o dia 4 de julho, 173.440 casos de Síndrome Gripal foram confirmados em profissionais da área da saúde em todo o país. Em relação aos casos graves da doença que necessitaram de internação hospitalar, foram confirmados 697 casos. Além disso, 138 mortes foram registradas para a COVID-19 entre os profissionais da saúde.

Helton Camilo, enfermeiro que atuava na UPA Zona Sul de Macapá, faleceu devido à pandemia de COVI-19. Um profissional exemplar, sempre disposto a ajudar e exercendo sua profissão com amor e afeto. Para os colegas de trabalho, Helton deixou uma saudade enorme e sua falta ainda é sentida dentro da unidade de saúde.

Como forma de eternizar a sua partida, a direção da unidade convidou os profissionais para, de forma simbólica, plantar uma árvore no jardim interno. Nara Araújo, diretora geral da UPA Zona Sul, destaca o sentimento de todos. “Para nós, a perda de um profissional nunca será somente um número, entendemos que ele nos deixou uma das profissões mais lindas: salvar vidas. Nosso sentimento é de gratidão pelos serviços prestados e a certeza de que ele foi um herói nessa batalha contra o vírus”, finalizou.   

A muda de ipê amarelo foi escolhida para o plantio que poderá receber visitas de pacientes, colaboradores e familiares. “Essa foi a forma que encontramos para eternizar a passagem de Helton em nossa unidade hospitalar”, finalizou Nara.