Colaboradores do Instituto Brasileiro de Gestão Hospitalar (IBGH) participaram no dia 2 de abril de um curso voltado para o aperfeiçoamento da gestão de suprimentos. O curso foi ministrado especialmente para os responsáveis pelos setores de suprimentos da sede do IBGH e também de duas Unidades administradas pelo Instituto; Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia (HMAP) e Hospital Estadual de Urgências da Região Sudoeste (HURSO).

O treinamento faz parte de um constante programa de capacitação dos colaboradores concedido pela Bionexo, uma empresa de tecnologia que oferece soluções digitais para gestão de processos de suprimentos na Saúde. A empresa também oferece soluções para gestão de materiais de alto custo (OPME); planejamento e gestão de estoque; e padronização de descrição de materiais. O objetivo é investir em soluções digitais para melhorar a eficiência, transparência e inteligência das atividades de gestão hospitalar do Instituto.

Planejamento integrado

Para o coordenador de logística do HURSO, Jó Henrique Honório Almeida, o treinamento contribuiu para novos conhecimentos na área de suprimentos e compras. O foco foi o planejamento integrado que possibilita uma coleta de dados e análise de todo o ambiente interno e externo, visando alcançar melhores resultados, com uma cadeia de suprimentos ágil e enxuta, eliminando atividades que não agregam valor.

Coordenador de suprimentos do IBGH, Marcos Maurílio da Silva destacou que os pontos mais relevantes foram os motivos que podem gerar um pedido emergencial e o planejamento estratégico para redução de custos do estoque. Marcos acredita que vai poder aplicar novas ferramentas na gestão de suprimentos do Instituto. “No dia a dia nos deparamos com várias situações e cenários desconhecidos. Assim, o profissional de suprimentos tem que estar preparado para pensar em soluções, mediante desafios que exigem um nível estratégico elevado”, explicou.

Para o coordenador de suprimentos do HMAP, Wilton Vaz Costa, o treinamento deste ano superou os upgrades dos anos anteriores. “Trouxeram instruções de planejamento e interfaces para planos de ações de surpresas que nos chegam no dia a dia”, comemorou. Situações emergenciais, otimização de recursos e planejamento sazonal fizeram parte da formação, ampliando o foco ao sistema operacional de compras e suprimentos. “Estamos mais seguros. Vamos traçar melhores planos de ações para o HMAP e evitar pedidos emergenciais”, disse.